Quero fotos minhas, mas não tenho a menor ideia do “tema” ou estilo… e agora?


Primeiro de tudo: não se apavore!

É claro que uma boa equipe saberá lhe orientar e sugerir produções, mas é sempre interessante que você, cliente e peça principal do ensaio, também opine.
A menos que as fotos sejam de caráter comercial (editorial para publicidade, revistas e afins), as fotos devem transparecer de alguma forma sua personalidade, seus ideias, seus gostos, etc.
Não estou dizendo para pensar em como você é em seu dia-a-dia, abrir o guarda roupa, montar um look que usaria para sair e levar para o estúdio. Longe disso!
Seu ensaio fotográfico é sua oportunidade de intensificar a mensagem que você passa todos os dias através de sua personalidade.
Veja bem: as pessoas podem lhe conhecer como aquela pessoa séria, contida, que pouco brinca. Mas esse é realmente seu perfil? Ou as condições do ambiente (profissional, familiar, etc) pedem que você mostre apenas este seu lado?
Mais do que registrar, a função do ensaio fotográfico pessoal é fazer com que você se descubra, se reinvente, se transpareça.

Sugiro que comece da seguinte forma:

1) Pense em como as pessoas mais próximas normalmente te descrevem. Esse(a) é mesmo você? Se sim, próximo passo! Se não, tente perceber qual parte sua você guarda somente pra você.

2) Agora que temos definida qual mensagem você pretende passar com suas fotos, vamos ao visual.
Lembre-se que você não está pagando por um serviço profissional para ter mais do mesmo em suas redes sociais, por exemplo. Assim como nas passarelas, exageros bem calculados são totalmente bem vindos nos sets.

3) Pesquise pessoas públicas com um estilo que você admire. Vá ao Instagram destas pessoas e se perca nas imagens e perfis semelhantes sugeridos pelo app após clicar em “seguir”.


4) Entre no site “Pinterest” (caso não tenha conta, você pode acessar logando com sua conta do Facebook) e mergulhe nas buscas por palavra-chave ali sem medo.

Procure nomes das celebridades que viu no Instagram, procure por cores, estilos, décadas, sentimentos… tudo é referência. E o melhor: estas referências imagéticas vão lhe poupar explicações ao produtor de moda, stylist, fotógrafo, maquiador e afins quando contratar seu ensaio! Faça com que eles vejam o que sua mente está vendo! Qualquer imagem é uma referência. Não se limite a imagens relacionadas a fotografia e moda. Não se preocupe, verdadeiros profissionais saberão interpretar suas referências. Se a imagem lhe agrada, mesmo que você não saiba explicar exatamente o porque, salve-a.

5) Converse com a equipe contratada. Fale um pouco sobre você, sobre sua rotina (caso seja um ensaio pre-wedding, gestante ou mãe e filha, por exemplo, lembre-se de falar sobre a experiência também). Mostre suas imagens de referência. E deixe que os profissionais agora façam seu trabalho e lhe apresentem uma proposta. A partir de agora, é só mergulhar de cabeça na ideia e curtir!

Tenha sempre em mente que você é o maior responsável por tornar sua experiência inesquecível. Entregue-se ao shooting sem medo, se divirta, opine, proponha, experimente, aponte pontos que não lhe agradam e também os que estiver gostando. Isso alinha a equipe toda no seu clima e garante um trabalho personalizado.

Clique aqui e leia mais artigos do nosso blog de Estilo & Comportamento

Pin It on Pinterest